Quando as Ruas Chamam
Anexos 17 de mar (Há 4 dias)
para mim
Quando as Ruas Chamam chega à quarta edição.
O evento coloca Ceilândia no mapa do breaking nacional e celebra a cultura hip-hop.


Salve a Ceilândia! Salve o rap, o breaking e a feira central. Salve o Rapper Japão e a rima de X, que atesta: “Com o passar dos tempos, a periferia passa a ter voz. Não que não houvesse no passado, só que nos bboys éramos mais oprimidos que na atualidade”. E ninguém sabe disso como o dançarino Alan Jhone, que atende pelo nome de bboy Papel. Há cinco anos, ele foi convocado pelas ruas a colocar o breaking no calendário oficial de Ceilândia e atendeu o pedido. Entre os dias 14 e 1e abril, a quarta edição do festival Quando as Ruas Chamam volta a fazer da nona região administrativa do DF a capital da dança de rua do país.

Nos moldes das edições anteriores, o consagrado evento apresentado pelo Fundo de Apoio à Cultura do DF busca não somente abarcar as competições, mas igualmente gerar visibilidade aos artistas participantes. Acima de tudo, quebrar paradigmas sociais que restringem o breaking a uma cultura de gueto. No decorrer dos dois dias, a ordem se inverte e o Plano Piloto parte para a Ceilândia em busca de arte. A periferia pauta o centro.

E nem só de dança vive a quebrada. Quando as Ruas Chamam convocou uma turma responsa para somar. Aparecem por lá nomes expressivos das artes urbanas, a exemplo dos Djs Flip Jay (CE) e Conrado (SP), da rapaziada da banda Goove Attak e do MC Rodrigo OZK, além de figuras lendárias da cultura hip-hop das mais variadas localidades do Brasil. E ainda rolam batalhas, exposição de fotos entre outra atividades.
É o empoderamento de quem representa o melhor da cultura de rua.
E vai ferver.
#quandoasruaschamam 4

Serviço:
14/04 – 10 horas: Exibição de vídeos e bate papo com artistas convidados (sala de vídeo Sesc Ceilândia).
14 e 15/04 13 horas – Batalhas Nacionais em 09 modalidades.
Sesc Ceilândia.


Publicação 01 - Anexo promoção Fotografia.

Você já pensou que pode estampar 4ª edição do Festival Nacional "Quando as Ruas Chamam"?

De forma inédita, a produção do Festival selecionará um Bboy ou Bgirl para fazer parte do material de divulgação do projeto.

Para isso, você que tem aquele click especial, em alta resolução, deve encaminha-lo para o endereço eletrônico [email protected], até as 16h desta segunda-feira dia 29/01.

Todo material erá analisado pelo designer gráfico do projeto, que escolhera a melhor fotografia.

Publicação 02 - Anexo Flyer divulgação das datas para as finais nacionais

A 4ª edição do festival de breaking mais esperado do Centro-Oeste já tem data para acontecer.
Nos dias 14 e 15 de abril, Ceilândia vai receber artistas das mais variadas localidades do país para competir as finais nacionais.
Vamos oferecer o prêmio de R$ 10.000,00 (dez mil reais) que será distribuidos em 09 (nove) modalidades diferentes.
Se você é Bboy ou Bgirl, já pode começar a se organizar porque esse é dos roles mais badalados da cena.
E ai? Vai ficar de fora?

Em breve maiores informações!
Contatos:
www.quandoasruaschamam.com.br
Whatsaap (61) 99114 7094.

Apresentação: Fundo de Apoio a Cultura do DF (FAC)
Apoio: Bboyworld - Agenda Cultural Brasília

SOBRE INSCRIÇÕES

Modalidades online para envio de vídeos no site
Grupo B.girl Battle - Footwork Battle - Top Rock Battle - Crew - 1x1 Battle - Battle Kids
Especiais Battle:
Observação: B.boys com deficiência que vão fazer batalha nos dias do evento
Todas as pessoas que estiverem no festival podem participar das modalidades de filtro Seven to Smoke (filtro) e Cypher Kingz/Queen não sendo necessário nenhuma seletiva por vídeo.